Sete escolas estaduais, em quatro municípios da região metropolitana de Curitiba, sofreram danos devido ao vendaval da noite da última quinta-feira (21). A informação é do secretário estadual de Obras Públicas, Luiz Caron, que determinou providências emergenciais para a recuperação dos danos, visando inclusive garantir o retorno normal dos alunos às aulas, na próxima segunda-feira (25).

O município mais afetado foi Pinhais, onde as escolas estaduais Aminthas de Barros, Leocádia Braga Ramos, Otilia da Silva e Rosi Galvão tiveram telhas arrancadas, vidros e muros danificados e áreas internas alagadas. Em Quatro Barras, os danos foram registrados na Escola Arlinda Crepliv e, em Piraquara, na João Batista Vera.

Já, em Curitiba, o temporal provocou a queda de um muro da Escola João Loyola, no Pinheirinho, sobre uma residência vizinha, sem entretanto causar vítimas.

Trabalho

Segundo o secretário Caron, desde a manhã de sexta-feira (22), operários trabalham nas escolas para recuperar os prejuízos, visando garantir o cumprimento do calendário. Na maioria dos casos, o vento provocou destelhamento, inundando parte das instalações. Em algumas escolas, a chuva de granizo destruiu quase totalmente as áreas envidraçadas. Houve casos, inclusive, de risco de choques elétricos, já que a fiação foi atingida.

O atendimento às unidades será feito com recursos para ações emergenciais, previstos em convênio firmado com o Instituto de Desenvolvimento Educacional do Paraná (Fundepar).