O ministro da Educação, Cristovam Buarque, anunciou hoje na abertura do 9º Fórum da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) , em Brasília, a ampliação do programa de merenda escolar para os 365 dias do no em todo o país. A merenda é fornecida atualmente aos alunos da rede pública nos 200 dias letivos. A medida deve fazer parte das ações do Fome Zero, mas os custos continuariam sendo pagos pela Educação. Alguns estados e municípios já fornecem a alimentação além dos dias etivos, mas com recursos próprios.

No final de janeiro, durante o anúncio oficial do Fome Zero, o governo federal divulgou o aumento de recursos da União para a merenda. O valor por aluno da pré-escola subiu de R$ 0,06 para R$ 0,13 ao dia, ficando equiparado ao repasse feito para estudant s do ensino fundamental. Com isso, o orçamento da merenda para este ano teve um aumento de 7,5%, totalizando R$ 946 milhões. O governo estuda elevar o repasse para R$ 0,18.