Documento da Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania enviado à Secretaria de Segurança Pública e a órgãos policiais diz que o Primeiro Comando da Capital (PCC) estaria planejando ações de grande efeito no Paraná. Os atentados, segundo o jornal O Diário de Maringá, seriam realizados em Curitiba e Foz do Iguaçu.

Mais de 100 membros do PCC estariam prontos para iniciar as ações em Foz do Iguaçu, onde as sedes da Receita e da Polícia Federal seriam os alvos, além de instalações das polícias civil e militar. Cerca de 150 membros da organização estariam sendo deslocados de São Paulo para Curitiba. Os potenciais alvos a serem atacados na capital paranaense não foram informados.

O documento, de quatro páginas, é baseado na escuta telefônica de Gilmar Ribeiro da Silva, preso na Penitenciária Central, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, e suposto integrante do PCC. As secretarias de Justiça e de Segurança Pública não comentaram o teor do documento.