Em entrevista coletiva de rádio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, defendeu que os governos federal, estaduais e municipais trabalhem de forma combinada. Lula disse que o governo federal é um grande transferidor de renda para estados e municípios. "Se a gente trabalhar de forma combinada tudo será mais fácil", avaliou. "E é isso que eu espero deixar para o próximo presidente da República".

O presidente ressaltou que não existe mágica na política. Para bons resultados, é preciso seriedade e integração dos entes federativos. "O problema no Brasil é que cada um quer inventar o ?ovo de Colombo?. Cada um que entra acha que tem um coelho na cartola que vai ser a maior novidade do mundo", disse.

Esta é a segunda de uma série de entrevistas que o presidente concede a comunicadores de rádio. A primeira foi na última sexta-feira (18).

Sobre a possibilidade de o governo do Rio de Janeiro interromper o repasse de recursos adicionais ao Bolsa Família, o presidente disse que foi informado sobre o assunto, mas ainda conversará com o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias. "Vamos ver como é que nós vamos fazer para atender essas pessoas". Ele lembrou que o valor do benefício previsto pelo programa federal varia de R$ 65 a R$ 95 e que os governos estaduais e municipais entram com verbas adicionais.