As empresas estatais federais tiveram em março déficit primário de R$ 382 milhões, ante um superávit de R$ 5,354 bilhões em março de 2006. As empresas estatais estaduais apresentaram superávit de R$ 430 milhões em março, ante um saldo positivo de R$ 137 milhões em março de 2006. As estatais municipais tiveram um superávit primário de R$ 27 milhões, ante R$ 4 milhões de saldo positivo, em março do ano passado.

O conjunto das empresas estatais teve superávit de R$ 75 milhões em março, ante R$ 5,494 bilhões em março do ano passado. No ano, as estatais apresentam déficit primário de R$ 686 milhões (0,12% do Produto Interno Bruto – PIB) ante superávit de R$ 2,878 bilhões (0,53% do PIB), de janeiro a março de 2006.

De janeiro a março as estatais federais contribuíram com um déficit de R$ 2,152 bilhões, compensado pelo superávit de R$ 1 414 bilhão das empresas dos estados e R$ 52 milhões das empresas municipais. Nos 12 meses encerrados em março o conjunto das estatais tem superávit de R$ 15,513 bilhões, o equivalente a 0 66% do PIB, ante R$ 20,933 bilhões (0,89% do PIB) no acumulado até fevereiro.