Agricultores canadenses, americanos e criadores de gado da Inglaterra visitaram o Porto de Paranaguá nesta terça-feira (7) e se disseram surpresos com a estrutura portuária existente.

Segundo o guia do grupo, o canadense Bob Thomas, a comparação com o Porto de Vancouver fez com que eles pudessem ter uma impressão positiva do Porto de Paranaguá, principalmente depois de conhecerem o sistema para exportação de grãos.

?Ficamos surpresos com a boa estrutura existente aqui e com as baixas tarifas praticadas. Mudamos muito nossa visão do Brasil, um país que, há algum tempo, não tínhamos muita noção de como era e o que tinha para oferecer em setores como o portuário?, disse Thomas, que é produtor de canola e há 16 anos visita o Brasil.

Antes de Paranaguá, o grupo de produtores esteve na Argentina e em Curitiba, onde puderam conhecer o cultivo de hortifrutigranjeiros. O roteiro da viagem inclui, ainda, visitas a Foz do Iguaçu e São Paulo, mais precisamente na região de Campinas.

Segundo o Gerente da Amaya Despachos Aduaneiros, Bruno Maya, que acompanhou o grupo na visita ao litoral do Estado, houve uma importante mudança de visão sobre o Brasil e sua estrutura portuária. ?Eles serão difusores de uma impressão positiva, obtida através da visita feita ao porto e isso poderá alcançar ainda mais pessoas que talvez possam se interessar mais pelo Brasil?, disse Maya.

Em março, novo grupo liderado pelo canadense Bob Thomas e acompanhado por Maya retornará a Paranaguá, desta vez para acompanhar grupo formado por estudantes da área agrícola dos Estados Unidos.