O ex-deputado e empresário Tony Garcia passou, junto com mais duas pessoas, a noite de ontem para hohe em uma cela na superintendência da Polícia Federal. De acordo com a assesoria de comunicação da PF, o ex-deputado, acusado de gestão fraudulenta no Consórcio Garibaldi, que resultou num rombo de mais de R$ 40 milhões, recebeu a visita de seu médico, que receitou um tranquilizante.

Tony Garcia fica no aguardo de um pedido de habeas corpus pedido por seus advogados ao TRF da 4.ª região, em Porto Alegre.