A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga a compra de votos (CPMI da Compra de Votos) aprovou a convocação do ex-diretor da área internacional do Banco do Brasil, Ricardo Sergio Oliveira.

Ele é suspeito de participação na suposta liberação de recursos para a compra de votos e aprovação da emenda da reeleição durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, em 1997. A decisão sobre a quebra de sigilos bancário, fiscal e telefônico de Oliveira no período de 1º de janeiro de 1995 até hoje foi adiada para depois do seu depoimento.

A comissão também aprovou a agenda dos próximos depoimentos. No dia 18 deste mês deve ser ouvido o presidente do Citigroup, Gustavo Marin; no dia 19, o ex-deputado Ronivon Santiago; no dia 20, Roberto Costa Prado; no dia 25, os ex-deputados Osmir Lima e Chicão Brígido e no dia 26, Márcio Lacerda. Todos eles constam da lista apresentada pelo empresário Marcos Valério como sendo sacadores das contas do publicitário no Banco Rural.

A reunião continua e, ao final os parlamentares devem ouvir o depoimento de José Luiz Alves, ex-diretor financeiro do Ministério dos Transportes na gestão de Anderson Adauto.