Um duto de gasolina explodiu nesta terça-feira (26) enquanto centenas de pessoas colhiam o combustível que vazava num populoso bairro da maior cidade da Nigéria, Lagos, matando pelo menos 200 pessoas. Centenas de corpos completamente carbonizados estavam espalhados pelo local. Equipes de resgate não conseguiam se aproximar devido ao calor das chamas e da forte fumaça no bairro de Adule Egba.

Um diretor da Cruz Vermelha Nigeriana, Ige Oladimeji, disse que seus trabalhadores já haviam contado mais de 200 corpos. "Só podemos reconhecê-los pelo crânio, os corpos estão espalhados pelo chão", contou Oladimeji. Os socorristas "não podem se aproximar o suficiente porque ainda há fogo".

Segundo testemunhas, o duto rompeu-se pouco depois da meia-noite e centenas de pessoas passaram a colher a gasolina com jarros de plástico. Depois do amanhecer, a gasolina derramada pegou fogo, matando e ferindo centenas. Não estava claro nem o que provocou a ruptura nem o incêndio.

Tragédias desse tipo já ocorreram na Nigéria, o maior produtor de petróleo da África. Em maio, também em Lagos, mais de 150 pessoas morreram numa explosão semelhante.