Brasília – As exportações brasileiras vão superar os US$ 80 bilhões este ano. A estimativa é do secretário de Comércio Exterior, Ivan Ramalho. Segundo ele, o saldo comercial do país vai depender do desempenho das importações. Para Ivan Ramalho, o aumento das importações de matérias-primas e insumos mostra que a produção industrial apresenta reação.

Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), as exportações das três categorias de produtos – básicos, manufaturados e semimanufaturados – foram recordes para os três primeiros meses do ano, totalizando US$ 19,4 bilhões no período, 27,2% a mais que as exportações do primeiro trimestre do ano passado.

Entre os produtos mais vendidos pelo Brasil, estão automóveis, aviões, calçados, motores para veículos, autopeças, soja em grão, minério de ferro, carnes, milho, maçã, carne de peru, celulose, couros e peles, ferro fundido e óleo de soja.

A Secretaria informou que aumentaram as exportações brasileiras para todos os blocos econômicos, exceto para o mercado norte-americano. Já em relação a mercados não tradicionais, cresceram as exportações brasileiras para a Etiópia, Moçambique, Polônia, Croácia, Vietnã, Lituânia e Tadjiquistão.