O governo do Estado dispõe em estoque de mais de 10 mil manilhas para utilização em obras de drenagem pluvial. Os tubos são produzidos pela Superintendência de Desenvolvimento em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (Suderhsa), autarquia vinculada à Secretaria do Meio Ambiente.

Para atender a demanda de todo o Estado, a Suderhsa possui fábricas em Arapongas, Cruzeiro do Oeste e Paranavaí, que produzem em média 8 mil tubos/mês.

Na fábrica de Paranavaí, encontram-se à disposição das prefeituras mais de 8 mil tubos. Recentemente, foram celebrados contratos de fornecimento para os próximos três meses com as prefeituras de Terra Rica, Santa Mônica, Querência do Norte e Planaltina do Paraná.

Em Arapongas, existem mais de 2 mil tubos e, em Cruzeiro do Oeste, o estoque é pequeno. O chefe do escritório regional da Suderhsa no município, Atílio Alberto, revelou que, nos últimos meses, mais de seis mil manilhas foram entregues às prefeituras da região.

No início do semestre, governo do Estado anunciou investimento de R$ 700 mil para a produção de mais de 20 mil tubos até o final do ano. Desde o início de 2005 já foram investidos aproximadamente R$ 320 mil na produção de seis mil tubos de concreto que beneficiaram 18 municípios.

Em 2004, 37 municípios receberam mais de 12 mil tubos da Suderhsa. Outras seis localidades também foram atendidas através da parceria município-Suderhsa e receberam cerca de 8,5 mil unidades.

Além dos investimentos feito pelo governo do Estado, as prefeituras ainda podem solicitar à Suderhsa a produção dos tubos utilizando recursos próprios. Neste caso de parceria, a prefeitura entra com a matéria-prima e a Suderhsa com a mão de obra. Para a produção de um tubo de concreto com 40 centímetros de diâmetro são utilizados quase 25 quilos de cimento.