Quais são as prioridades para Curitiba? Mais segurança, saúde, asfalto, lazer, oportunidades? Desde às 8 horas desta segunda-feira (26) Curitiba está com a votação aberta para a escolhe das 100 prioridades que a prefeitura incluirá na Lei Orçamentária Anual (LOA) para execução em 2022, através do programa Fala Curitiba. Veja como foi a votação para o orçamento de 2021.

Segundo a prefeitura, cada curitibano poderá escolher de uma até cinco prioridades por regional. Com isso, quem quiser, poderá votar em até 50 das 300 possibilidades definidas para toda a cidade. Elas fazem parte das milhares de sugestões feitas pelos 22,6 mil curitibanos que participaram da etapa anterior. Mesmo aqueles que não apresentaram as suas sugestões antes, poderão participar nesta nova fase.

A expectativa da equipe técnica do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), responsável pela coordenação do Fala Curitiba, é que a nova fase deva atrair milhares de curitibanos. “Este é um ano muito especial para nós, pois, a pedido do prefeito Rafael Greca, em vez de cinco prioridades por regional, teremos dez. Todas elas entrarão na LOA e serão executadas em 2022”, comemora o presidente do Imap, Alexandre Matschinske.

A equipe do Imap que coordena o programa defende que quanto mais gente participa, melhor é. “Assim, vamos construindo a lei orçamentária capaz de refletir as expectativas dos cidadãos. Queremos que esta adesão seja maior a cada ano, que o curitibano entenda que participar do Fala Curitiba é ajudar a planejar o que vamos fazer num futuro próximo”, completa Matschinske.

Como votar no Fala Curitiba 2020

Os interessados poderão votar pela internet, acessando o site do Fala Curitiba e também poderão responder as fichas em papel que serão distribuídas pelas administrações regionais.

A votação pela internet segue até meia-noite do dia 8 de agosto. Quem preferir a votação pelo formulário, deve entregar a folha preenchida até o dia 1º de agosto.

Quem votar pela internet, deverá escolher primeiramente de uma a cinco opções para a regional do bairro onde mora. Assim, poderá escolher as prioridades mais próximas do seu bairro, do seu entorno. O sistema não permite a votação em uma sexta prioridade.

Depois, se quiser, o curitibano pode votar nas prioridades para outras regionais. “Ele poderá votar na regional onde trabalha, aquela que ele frequenta e pode participar escolhendo para todas as regionais de Curitiba”, explica a diretora de Planejamento, Pesquisa e Inovação do Imap, Adriane Cristina dos Santos.