A lista de medicamentos do programa Farmácia Popular, do ministério da Saúde, vai incluir a partir de agora o preservativo masculino. A medida faz parte das ações que marcaram o Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado no dia 1º.

Segundo a coordenadora da Farmácia Popular, Jamaira Giora, o preservativo poderá ser adquirido por um preço menor do que nas farmácias comuns. "Na Farmácia Popular ele custa R$ 0,30. Em média, fica 85% mais barato do que nas farmácias privadas."

Jamaira Giora diz que, além dos preservativos, outros medicamentos serão incluídos na lista. "Hoje temos 89 itens. Aumentamos cinco itens nos dois últimos meses e estamos analisando a inclusão de mais cinco. Dois deverão entrar até o fim do mês: para controle de colesterol e para hipertensão."

Atualmente, existem 26 Farmácias Populares no país. Outras sete serão inauguradas até o final de dezembro. Mas, segundo Jamaira, a meta do ministério é chegar a 100 farmácias em 2005, quando o programa completará um ano.