Araçatuba (AE) – A Festa do Peão de Boiadeiro, que completa 50 anos, será aberta amanhã (11) na cidade de Barretos, a 425 quilômetros de São Paulo. Às 19h50, na arena de rodeio do Parque do Peão, acontece a entrada triunfal dos peões, a oração para Nossa Senhora Aparecida e a queima de fogos de artifício que dão início ao evento.

Esta será a maior e mais longa festa. As edições anteriores duraram 10 ou 11 dias, mas a 50ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos vai do dia 11 a 28, terá maior número de espetáculos e montarias e deve receber público recorde. Também vai ser mais cara: cerca de R$ 10 milhões foram gastos na organização, informa o Marcos Abud, diretor do grupo Os Independentes, organizador do evento.

Até dia 28, quando termina, cerca de 1 milhão de pessoas deverão ter passado pelo Parque do Peão. Na arena principal, estima-se que um público de 35 mil pessoas acompanhará as montarias amanhã à noite e 45 mil verão os show dos grupos Inimigos da HP e Detonautas, que abrem a programação de mais de 100 shows musicais.

O rodeio vai contar com 2.500 peões, que vão disputar, segundo Abud, R$ 600 mil em dinheiro e prêmios em 7 tipos de montarias. Nesta quinta-feira começa a montaria do Circuito Barretos 50 Anos, mas a principal será o 13º Rodeio Internacional, que deverá ter um qualyfing para escolha dos melhores peões do Brasil e de vários países, como Canadá, Austrália, Estados Unidos e México.

Os 30 hotéis e pousadas da cidade estão lotados. Para os atrasados, a saída é alugar casas e chácaras, com preços de R$ 500 a R$ 25 mil por fim de semana. Nesta época, os moradores se mudam para casas de parentes para alugar as suas e fazer algum dinheiro, como o casal de aposentados Durval Ribeiro e Ana Violeta, que decidiram "visitar" o filho em São José do Rio Preto e alugar a casa para um grupo de turistas. "Faz 3 anos que eles vêm para cá, a gente faz um dinheiro e eles ficam bem hospedados", afirma Violeta.