O 32º Festival de Gramado – Cinema Brasileiro e Latino, que será realizado de 16 a 21 de agosto, integra, neste ano, as comemorações dos 50 anos de fundação da cidade de Gramado. O ator Lima Duarte será o homenageado na 15ª edição do tradicional Troféu Oscarito pelo conjunto e importância de sua obra para o cinema nacional. Em edições anteriores, o troféu já foi entregue a Grande Otelo, Hugo Carvana, José Lewgoy, Marieta Severo e Milton Gonçalves.

Ariclenes Venâncio Martins é mineiro de Sacramento e adotou o pseudônimo de Lima Duarte no início de sua carreira artística na rádio Tupi em São Paulo. Participou de mais de 30 filmes, entre eles, “Eu, Tu, Eles” (2000) “A Ostra e o Vento” (1997), “Os Sete Gatinhos” (1977) e “O Grande Momento” (1957). Em Gramado, já recebeu o Kikito de melhor ator por sua atuação em “Sargento Getúlio”.

A popularidade e versatilidade do ator pode ser confirmada em seus inúmeros papéis em novelas como o Sassá Mutema de “O Salvador da Pátria”, Sinhozinho Malta de “Roque Santeiro” e o Zeca Diabo de “O Bem Amado”. Seu currículo em dublagens também é considerável, sendo responsável por vozes como a do gato Manda-Chuva, da hiena Hardy, do ator Peter Lorre em “M, O Vampiro de Düsseldorf”, de Fritz Lang.