A Procuradoria Geral do Estado do Paraná protocolou hoje, no Superior Tribunal Federal (STF) em Brasília, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a lei estadual que garante o monopólio das contas do Estado ao banco Itaú até 2005, com prorrogação prevista para 2010. A movimentação dessas contas representa R$ 1 bilhão por mês. O Itaú adquiriu essa exclusividade quando comprou o Banco do Estado do Paraná (Banestado) em um leilão, em outubro de 2000. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)