Foto por: Lluis Gene

O goleiro da seleção de Portugal, Eduardo, lamentou nesta terça-feira que seu bom rendimento individual não tenha sido suficiente para continuar na Copa. A equipe só tomou um gol no Mundial, da Espanha, na partida desta terça-feira nas oitavas de final (1-0).

“Fiz um bom trabalho individual, mas não foi suficiente e, de qualquer forma, não é meu rendimento individual o que importa e, sim, a atuação coletiva de Portugal”, disse o goleiro português, cuja seleção despediu-se do Mundial da África do Sul ao tomar um gol do espanhol David Villa, no 18º minuto do primeiro tempo.

“É frustrante ser eliminado do Mundial tomando apenas um gol. A defesa foi um de nossos pontos fortes, mas não conseguimos evitar esse único gol”, afirmou o goleiro português, jogador do Sporting de Braga e que foi vítima de uma boa jogada da seleção espanhola.

A Espanha marcou quando Andrés Iniesta pegou a bola na entrada da área, passou para Xavi Hernández, que tocou para Villa que entrava pelo lado esquerdo. O craque espanhol disparou, Eduardo deu rebote, e o próprio Villa chutou novamente, para abrir o placar.

Villa divide agora a artilharia da Copa com o argentino Gonzalo Higuaín e com o eslovaco Robert Vittek, todos com quatro gols.