O chefe da Missão do Fundo Monetário Internacional Michael Collyns, disse há pouco que vai recomendar a aprovação das contas brasileiras referentes ao terceiro trimestre deste ano. “Foi uma missão muito boa, a performance continua muito bem. Estou feliz em dizer que vamos recomendar a aprovação”, afirmou Collyns, ao deixar o prédio do Ministério da Fazenda.

Ele acrescentou que a recomendação deverá ser analisada pela diretoria do Fundo, em meados de dezembro. Caso as contas sejam aprovadas, o Brasil terá direito de sacar mais US$ 1,3 bilhão. No entanto, a exemplo do que aconteceu ao longo de todo o ano de 2004, o dinheiro deverá permanecer no Fundo. Esta foi a penúltima missão de avaliação do programa brasileiro com o FMI. A próxima ava liação deverá ocorrer em fevereiro. Até lá o governo brasileiro terá de definir se prorroga ou não o acordo com o FMI.