As projeções de mercado para o IPCA em 2005 caíram de 5,26% para 5,23% na pesquisa semanal do BC (Focus), divulgada hoje. Esta foi a 16ª semana consecutiva de redução das projeções, que ficaram ainda mais próximas do objetivo de 5,1% perseguido pelo Copom neste ano. Há quatro semanas, essas projeções de IPCA estavam em 5,50%.

Na pesquisa com as instituições financeiras Top Five, em cenário de médio prazo, a projeção para o IPCA de 2005 manteve-se em 5,29%. Há quatro semanas, as estimativas estavam em 5,57%.

Para 2006, as estimativas de mercado do IPCA foram reduzidas de 4,90% para 4,85%. Esta foi a quarta queda consecutiva dessas projeções, que ainda se encontram acima do centro da meta ficada pelo CMN para 2006 (4,5%).

As estimativas suavizadas de IPCA para 12 meses à frente em contrapartida, ficaram estáveis em 4,89%. Apesar de estável, o porcentual estimado é inferior aos 4,98% projetados há quatro semanas. Para este mês de agosto, as estimativas de IPCA recuaram de 0,16% para 0,15%. Vale lembrar que o IPCA de agosto será divulgado amanhã pelo IBGE. Para setembro, as expectativas caíram de 0,35% para 0,30%. As expectativas de reajuste de preços administrados para este ano caíram de 6,80% para 6,75% e para 2006 ficaram estáveis em 5,00%.