Com a Copa do Mundo se aproximando, quanto mais a seleção brasileira jogar, melhor. É fiel a esse que lema que o técnico Carlos Alberto Parreira pediu à CBF que tente marcar um amistoso para o dia 7 de setembro.

O Brasil joga no dia 4 contra o Chile, partida em que provavelmente vai definir sua classificação para o Mundial da Alemanha, e o treinador pretende aproveitar o fato de os jogadores estarem reunidos para disputar mais uma partida.

O administrador da CBF, Américo Faria, acredita que o amistoso vai mesmo acontecer. "Estamos negociando com algumas confederações e é bastante provável. Mas não fechamos nada ainda."

Com o adversário indefinido, o local também precisa de confirmação. Dia 7 de setembro é feriado nacional, o que certamente aumentaria o interesse do público caso a partida seja disputada no Brasil – os jogadores estarão no País, pois jogam no dia 4 em Brasília. Mas como a maioria atua em clubes europeus e terão mesmo de voltar para a Europa, não seria problema para a seleção enfrentar um rival no Velho Continente.

A seleção brasileira já tem pelo menos mais um amistoso programado para este ano. Será no dia 12 de novembro, e imporá a jogadores – que estarão em pleno primeiro turno nos campeonatos nacionais por seus clubes, e, no caso dos que atuam no País, na reta final do Campeonato Brasileiro – e comissão técnica uma viagem bastante desgastante. O jogo será contra os Emirados Árabes Unidos, em Dubai ou na cidade de Abu Dabi. A princípio, este será o último compromisso da seleção este ano.

Pelas eliminatórias, a seleção ainda terá, além do jogo com o Chile, duas outras partidas, encerrando a disputa sul-americana, ambas no mês de outubro. No dia 9, terá pela frente a Bolívia, possivelmente em La Paz. Depois, recebe no dia 12 a Venezuela, em local ainda a ser definido.