A garota Amanda Pargas, de 12 anos, foi mais uma vítima do caos nas operações da TAM no período de Natal. Depois de embarcar no Aeroporto Tom Jobim no domingo desacompanhada dos pais, ela só foi localizada pela TAM ontem no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica – e, assim mesmo, graças a um casal de passageiros. Depois de esperar duas horas no Rio para pegar um vôo com destino a Miami (EUA), ela foi realocada para o Boeing 707 da FAB, o Sucatão. Apesar de usar uma placa de identificação nenhum funcionário da companhia aérea a aguardava no aeroporto, conforme determina o Juizado de Menores.

A TAM informou que a garota desceu do Sucatão em São Paulo, quando deveria ter permanecido no avião. A companhia disse ainda que, tão logo Amanda foi encontrada, deslocou um funcionário para acompanhá-la. Ela embarcaria à 0h30 de hoje para Miami, no vôo 8090 da TAM – desta vez, na primeira classe.

Em Cumbica, depois de quatro dias de filas quilométricas, era possível fazer o check-in em menos de 15 minutos. Também quase não havia filas nos balcões da TAM no Aeroporto de Congonhas. Mas, temendo as filas da semana passada, muitas pessoas anteciparam ontem à noite o check-in, chegando a Congonhas duas horas antes do esperado. ?Tenho pijama, escova de dente e até comida. Desta vez estou precavido?, disse o médico João Carlos Florense, que ficou sete horas esperando vôo no aeroporto no dia 21. ?Ainda bem que temos a comidinha da mamãe, que restou do Natal?, contou o agente de viagens Jaime Ribas, que retornava para Campo Grande (MS).

Apesar da tranqüilidade, passageiros continuaram reclamando da falta de informações. O oceanógrafo Sebastião Cavalieri Júnior, de 30, ficou retido em Congonhas pelo cancelamento da conexão da TAM para Vitória (ES). ?Vou esperar até 19h47 para embarcar e o vôo precisa ser confirmado.? Cavalieri e a mulher, Ana Carolina, que estavam com a filha de 2 anos, cobraram em vão explicações da TAM. ?Esperar assim com uma criança de colo é um desrespeito? reclamou Ana Carolina.

Pela manhã, 15 vôos da TAM foram cancelados em Congonhas. Funcionários disseram que isso é normal em dias de pouco movimento. ?Quando se tem até 40 passageiros é feita uma fusão?, explicou uma atendente.