O candidato da Frente Esperança à Presidência da República, Anthony Garotinho (PSB), criticou há pouco o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso por ter concentrado ?as acumulações de riqueza? na mão do setor financeiro. ?O Brasil não deixou de gerar riquezas durante a era FHC. Só que o caminho da acumulação foi o setor financeiro?  disse. Segundo ele, caso eleito o governo irá buscar distribuir os ganhos de riqueza entre os diversos setores produtivos como a indústria, o comércio e a construção civil.

Na sua avaliação, da forma como foi conduzida a geração de riquezas durante o governo FHC, o País acabou servindo ao sistema financeiro e não ao contrário. Garotinho concluiu sua exposição na 3º Conferência Nacional da Indústria da Construção afirmando que o povo brasileiro mudará seu destino ?mesmo com toda a máquina que será jogada sobre o candidato oficial?.

Garotinho disse há pouco que a reforma trabalhista deve ser feita com base num amplo processo de discussão. Na sua opinião, as negociações entre trabalhadores e empresários são mais importantes que a legislação. ?O negociado é mais importante que o legislado. Por isso, o que se deve buscar é o debate mais amplo possível para chegarmos a uma legislação que abranja os interesses dos trabalhadores e dos empresários?, afirmou.