O candidato a deputado federal e ex-presidente do PT José Genoino Neto foi considerado anistiado político, de acordo com portaria do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, publicada no Diário Oficial de hoje.

Conforme a portaria, Genoino receberá uma reparação econômica de caráter indenizatório de R$ 100 mil. A portaria do ministro tem como base o julgamento da Comissão de anistia ocorrido em abril passado.

Genoino e outras 39 pessoas foram acusados pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, de pertencer ao esquema do mensalão, que segundo a denúncia apresentada, era operado por uma "sofisticada organização criminosa" comandada pelo PT.

O procurador apontou o deputado cassado e ex-ministro José Dirceu como ?o chefe do organograma delituoso? e três ex-dirigentes petistas – Genoino, Delúbio Soares e Sílvio Pereira – como integrantes do ?núcleo principal da quadrilha?.