O ministro da Cultura, Gilberto Gil, afirmou hoje que está mantendo entendimentos com a Câmara e com o Senado para que o orçamento do governo federal para o próximo ano destine à sua Pasta 1% do total dos gastos da União, de R$ 1,5 a R$ 2 bilhões. Ao participar, no Rio, do lançamento da Política Nacional de Museus, ele considerou insuficientes os recursos previstos para este ano, equivalentes a 0,25% do orçamento (R$ 280 a R$ 300 milhões), com metade desse valor contingenciada.

?Não há dúvidas de que é preciso brigar por mais recursos. Por mais que se tenha imaginação e nos esforcemos com criatividade, chega uma hora que é uma questão de investimento. Sem ele, não há retorno?. Gil disse que já esteve na Câmara dos Deputados tratando do assunto, e que há 15 dias também conversou com o presidente do Senado, José Sarney, durante uma reunião de trabalho.