O governador Roberto Requião anunciou mudanças no policiamento da capital, nesta segunda-feira (01), durante a reunião da Operação Mãos Limpas, realizada com prefeitos de Curitiba e da região metropolitana.

Até o final do ano, o Projeto Povo (Policiamento Ostensivo Volante) estará instalado em todos os bairros de Curitiba e as câmeras da Rua XV de Novembro, centro, serão trocadas e seu número ampliado. Também as companhias da Polícia Militar serão descentralizadas para ficarem mais próximas da população.

?Trouxemos para o Paraná o Policiamento Comunitário, filosofia já aplicada com sucesso em outros países, e vamos reforçá-lo?, afirmou o governador. A ampliação do Projeto Povo alcançará todos os 75 bairros de Curitiba que hoje, atende 36 bairros na capital.

O secretário da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, comentou que continua o trabalho de reforma de delegacias, com o uso de celas móveis. ?Elas abrigam os presos enquanto as instalações fixas são revisadas e reformadas para garantir que não haja fugas e levar tranqüilidade tanto aos policiais como aos moradores próximos das delegacias?, explicou o secretário.

O prefeito Beto Richa elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido na proteção ao transporte coletivo, que coibiu abusos de pessoas que invadiam ônibus e estações-tubos. O prefeito de Curitiba também anunciou a contratação de mais guardas-municipais para aumentar o policiamento e integrar ações com as polícias Militar e Civil.

Além disso, serão criados os Núcleos de Proteção ao Cidadão, que reunirão forças da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal e dos Conselhos Comunitários de Segurança. A população poderá procurar estes locais para denunciar, discutir segurança e pedir atendimento. Inicialmente, serão instalados núcleos nos bairros São Braz, Boa Vista, Juvevê e Pilarzinho e as sedes ainda serão construídas com a ajuda da Prefeitura de Curitiba.

As companhias da PM também serão descentralizadas para atenderem melhor a população. A 1ª Companhia da Polícia Militar do 13.º Batalhão, que atende parte da região central, passará a atender em uma nova sede na praça em frente ao Paraná Clube.

?Desta forma, ficará mais descentralizada, para ficar mais próxima da população e ter um papel mais interativo?, explicou o comandante do Policiamento da Capital, coronel Silvio Santos Sarmento. A 4.ª Companhia do 12.º Batalhão, em Santa Felicidade, também sairá da Rua da Cidadania do bairro e irá para uma nova instalação.

As câmeras que fazem o monitoramento da Rua XV de Novembro desde 2001 também serão renovadas e levadas também para outras áreas. Segundo o coronel Sarmento, algumas ruas paralelas e transversais e praças também serão monitoradas por um sistema mais moderno. ?Trocaremos todo o sistema para melhorar o atendimento à população?, contou.

Projeto Povo

O Projeto Povo (Policiamento Ostensivo Volante) também será ampliado para todos os bairros de Curitiba até o final do ano. Os 75 bairros da capital terão implantação da filosofia do policiamento comunitário.

Em julho, o Projeto Povo, que trabalha segundo a filosofia de policiamento comunitário, recebeu mais 44 automóveis e 88 motos que serão distribuídos por todo o Estado. Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel David Antônio Pancotti, os veículos são condição principal para o trabalho da polícia comunitária.

?A Polícia Militar mudou de cara depois que o governo começou a investir na nova filosofia de policiamento comunitário. Recebemos equipamentos, treinamento e estamos seguindo à risca a filosofia de implantação do Projeto Povo para garantirmos segurança pública de qualidade?, salientou.

Em Curitiba, os bairros que receberam os veículos para a implantação do Projeto Povo foram: Batel, Campina do Siqueira, Campo Comprido, Vila Fanny, Vila Guaíra, Novo Mundo, Parolin, Jardim Botânico, Tarumã, Alto da XV, Bairro Alto e Abranches. Com estes 12, já são 36 bairros atendidos pelo Projeto Povo na capital.

Na Região Metropolitana, as cidades de São José dos Pinhais, Piraquara, Pinhais, Araucária, Campo Largo e Almirante Tamandaré receberam novas viaturas. São atendidos pelo Projeto Povo a partir de agora sete municípios da RMC.

No interior, Pato Branco, Cascavel, Paranavaí, Paranaguá, Campo Mourão, Maringá, Londrina, Apucarana, Foz do Iguaçu, Umuarama e Arapongas também receberam viaturas. Com esta entrega, somam agora 36 bairros em 15 municípios do interior atendidos pelo Projeto Povo.