O vice-governador e secretário da Agricultura e do Abastecimento Orlando Pessuti anunciou a aprovação de R$ 5 milhões para a agricultura familiar, durante a 12.ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar – Cedraf, realizada ontem na Emater. Do total, R$ 4 milhões são do Ministério do Desenvolvimento Agrário, com previsão do aporte de mais R$ 1 milhão, em contrapartida dos municípios beneficiados, e outros parceiros.

Os recursos serão aplicados em cerca de 180 municípios dos territórios Sudoeste, Paraná Centro, Cantuquiriguaçu, Vale do Ribeira e Centro-Sul, extensivos aos pré-territórios Caminhos do Tibagi, Consad -Entre Rios e Litoral, além de projetos intermunicipais.

Segundo Pessuti, o conceito da formação de territórios que tenham características em comum possibilita a mobilização e organização de maior número de pequenos produtores no debate e planejamento de suas prioridades, e também na condução dos projetos eleitos como essenciais à região. ?É um processo que conduz à ampliação da capacidade de decisão de um grupo, em consenso com os demais, o que resulta em ações públicas mais eficazes e duradouras?, explicou.

O Conselho aprovou 29 projetos, que abrangem as mais variadas atividades da agricultura familiar, como, por exemplo, a construção de abatedouro de suínos, equipamentos de beneficiamento, apoio à fruticultura, agroindustrialização, transporte e comercialização da produção e outros capazes de desencadear processos de desenvolvimento de áreas tipicamente rurais.