O governador Roberto Requião autorizou nesta sexta-feira, em caráter emergencial, a construção de 20 casas populares, a recuperação de estradas rurais e urbanas e a vistoria em 14 pontes de Apucarana. O município foi atingido por um forte temporal que desabrigou 40 pessoas e desalojou outras 300 e destruiu parte da infra-estrutura e dos acessos à cidade, no último dia 20.

O anúncio foi feito por Requião durante a solenidade em comemoração pelo 61º aniversário de Apucarana. "O Governo está hoje aqui para consolidar parcerias com a prefeitura para que nós possamos superar e deixar para o passado o desastre que ocorreu. Estamos disponibilizando máquinas do DER e todos os órgãos do Governo vão trabalhar juntos com a prefeitura na recuperação dos estragos causados pela chuva", disse Requião.

Durante a solenidade, o prefeito de Apucarana, Valter Aparecido Pegorer, fez um balanço dos recursos e obras realizadas pelo Governo no município nos últimos dois anos. Entre elas, a pavimentação total de 13 bairros e de outros 48 mil metros quadrados na área central, incluindo a revitalização da praça Rui Barbosa, o investimento de cerca de R$ 10 milhões na construção de uma subestação da Copel e a construção de 140 quilômetros de rede de captação de esgoto.

"Em 61 anos Apucarana contava com apenas 100 quilômetros de rede de esgoto e até hoje apenas 25% da população contava com o serviço. E, até o final de 2006, construiremos outros 140 quilômetros de rede, o que vai garantir o benefício para 85% da nossa população. Isso significará um enorme salto na qualidade de vida dessas famílias", explicou Pegorer.

O prefeito também elogiou o esforço do Governo para construir dez mini-postos de saúde, o que vai desafogar e facilitar o atendimento nos 25 grandes postos já disponíveis na cidade. "Eles serão importante porque vão atender ocorrências simples e possibilitar a melhora no atendimento nos casos mais graves", afirmou.