O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, disse hoje que o governo está confiante na aprovação do salário mínimo de R$ 260 na Câmara dos Deputados. Segundo ele, ?não há motivos para cogitar uma derrota?. Rebelo disse que conversou por telefone com o presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), e que este confirmou a disposição de colocar a matéria em pauta amanhã.

Aldo Rebelo enfatizou que o governo tem uma base de apoio ampla e sólida na Câmara dos Deputados e que não há razão para os 260 parlamentares que votaram com o governo na primeira votação do mínimo mudarem de idéia. ?Tivemos 99 votos a mais do que o necessário para aprovar a matéria, e isso é suficiente para ter confiança na aprovação?, acrescentou o ministro.

Na semana passada, a oposição conseguiu aprovar no Senado o salário mínimo de R$ 275, o que, na opinião do ministro, confirmou o conservadorismo da Casa. ?O Senado sempre foi uma Casa mais conservadora, e há mais dificuldades para um governo progressista como o do presidente Lula?, destacou Rebelo. Ele lembrou que, na Câmara, o PT é o maior partido e, no Senado o PT, terceira bancada. “No Senado, PFL e PSDB tem muito mais influência?, ressaltou o ministro.