Os 11 principais portos brasileiros deverão receber R$ 282 milhões até 2006 para corrigir os problemas mais sérios ao escoamento das exportações. Segundo o Ministério dos Transportes, R$ 62,6 milhões serão aplicados este ano e R$ 220 milhões em 2005 e em 2006. A parcela referente a 2005 será definida no Congresso, durante a discussão do Orçamento da União para o próximo ano. Os 11 portos, de um total de 54 existentes no País, receberam prioridade porque escoam 89% das exportações. Os problemas mais urgentes, que estão sendo corrigidos nessa etapa, foram diagnosticados por uma comissão interministerial coordenada pela Casa Civil e que resultou no documento Agenda Portos.

Os técnicos concluíram que alguns dos problemas necessitavam apenas de medidas administrativas para serem corrigidos ou de pequenos investimentos, como construção de estacionamentos e de rotatórias em vias de acesso aos portos. Entre os R$ 62,6 milhões que serão aplicados neste ano, estão medidas administrativas que custarão R$ 16 milhões, como integração dos sistemas de informação, padronização de procedimentos de fiscalização e construção de centros administrativos unificados.