O Governo Roberto Requião realizou investimento em torno de R$ 78,5 milhões no Sistema Penitenciário do Paraná, nos últimos três anos e meio, que vai ofertar cerca de 11 mil vagas em 12 novas unidades prisionais em todo o Estado, entre construção, ampliação e reformas. No início do governo, havia aproximadamente 6,5 mil vagas e, com as obras, o Sistema terá cerca de 17,5 mil, o que representa aumento de quase 170% no número de vagas no setor prisional. A ampliação na capacidade de abrigar presos vai reduzir a superlotação carcerária das delegacias em várias regiões.

Três mil vagas foram criadas nas obras de reformas e ampliações da Penitenciária Estadual de Ponta de Regime Semi-Aberto, Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu, Casa de Custódia de Curitiba, Colônia Penal Agrícola (Piraquara) e Centro de Observação Criminológica e Triagem (COT), no Complexo do Ahu e Casa de Custódia de Londrina.