O governador Roberto Requião e o secretário de Estado da Educação Mauricio Requião assinaram nesta quarta-feira (9) o termo de cooperação técnica com a UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) para o fornecimento da carteira de estudante do ensino médio mais barata do Brasil.

"A carteira no Paraná vai custar R$ 1,00, bem longe dos preços praticados em estados como Santa Catarina e Bahia, que cobram R$ 8,00, ou do Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, que cobram R$ 10,00", disse o governador. A solenidade foi realizada no Palácio Iguaçu e acompanhada por alunos e professores de vários colégios estaduais.

Requião também ressaltou a opção feita pelo Paraná, de fazer uma carteira sem nenhuma propaganda, destacando a individualidade do aluno, com seus dados pessoais e da escola. "O Estado prestigia um convênio como este porque a carteira que será emitida não terá propaganda de chiclete ou de tênis, e porque tratará o estudante como cidadão e não como um negócio", afirmou.

Já o secretário de Educação Mauricio Requião lembra que a carteira tem um valor muito maior do que o cobrado para a sua confecção, pois dá aos estudantes a possibilidade de acesso a espetáculos culturais e esportivos. "A Secretaria de Educação tem trabalhado com entusiasmo e garra para que a educação em todo o Estado melhore e recupere a dignidade da escola pública", garantiu.

A assinatura do convênio com o Governo do Estado foi considerada pelo presidente da UBES Marcelo Brito da Silva como a materialização de um sonho de milhares de estudantes. "A carteira do estudante irá contribuir para uma educação pública com mais qualidade, estendendo o aprendizado para fora da sala de aula", disse.

Também estavam presentes os secretários de Estado da Segurança Luiz Fernando Delázari, de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Aldair Rizzi, o chefe da Casa Militar, Major Anselmo de Oliveira, o diretor do Procon, Algaci Túlio, e o presidente da UPE (União Paranaense dos Estudantes) Antonio Anibelli Neto.