O Paraná teve perdoada pelo governo federal uma multa no valor de R$ 36 milhões. A multa havia sido aplicada por causa do descumprimento das metas de ajuste fiscal no ano de 2005. O ministro da Fazenda em exercício, Bernard Appy, acatou os argumentos do governador Roberto Requião para não cumprir as metas do ano retrasado. ?O não cumprimento das metas está ligado à questão dos títulos ?podres? repassados pelo Banestado ao banco Itaú. Não fosse esse problema, estaríamos dentro das metas estabelecidas?, explica o secretário estadual da Fazenda, Heron Arzua.

O despacho com o perdão da dívida foi publicado no Diário Oficial da União de quinta-feira (11). Segundo o secretário Heron Arzua, o governo federal chegou descontar o valor de parte da multa dos repasses de recursos feitos ao governo paranaense, mas acabou convencido de que as argumentações do governo Roberto Requião são justas e deveriam ser aceitas. Isso explica o cancelamento da multa.