O governo lançou hoje (20), em cerimônia na Câmara dos Deputados, o primeiro edital que permitirá o financiamento de pesquisas com células-tronco no Brasil. Os recursos disponíveis são da ordem de R$ 11 milhões, metade proveniente da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde e outra metade do Fundo Setorial de Biotecnologia do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Os recursos serão utilizados para financiar projetos de pesquisas básicas (experimentações in vitro), pré-clínicas (experimentos com animais) e clínicas (experimentos em seres humanos) que tenham o objetivo de desenvolver procedimentos inovadores em terapia celular. Poderão ser utilizadas nas pesquisas células-tronco adultas da medula óssea e do cordão umbilical e células tronco-embrionárias, incluídas no edital por causa da Lei de Biossegurança, em março deste ano.

Os estudos in vitro pesquisam o potencial das células-tronco de se transformar em tecidos e como elas podem ser isoladas e utilizadas para fins terapêuticos. Já os testes com animais e seres humanos abrangem estudos com o sistema nervoso (acidente vascular cerebral, lesões raqui-medulares, doenças neuro-degenerativas, paralisia cerebral e retinopatias), sistemas circulatório, endócrino, digestivo, respiratório, locomotor, doenças genéticas e lesões de pele, por exemplo.

A data limite para a apresentação das propostas de pesquisa é 4 de junho. O resultado dos julgamentos das propostas será divulgado em 8 de agosto e a contratação dos projetos poderá ser feita a partir do dia 18 do mesmo mês. Os estudos terão prazo de dois anos e os recursos serão liberados em duas parcelas, a primeira em 2005 no valor de R$ 8 milhões e o restante em 2006. O edital para a seleção de projetos em terapia celular já está disponível na internet, no endereço eletrônico http://www.cnpq.br/servicos/editais/ct/2005/edital_0242005.htm.