O Ministério do Meio Ambiente anunciou a intenção de criar em 2007 mais distritos florestais para exploração sustentável de recursos naturais: Carajás, entre Pará, Maranhão e Tocantins, para atender à demanda de carvão; Purus-Madeira, entre Amazonas, Rondônia, Acre e Mato Grosso, no entorno da BR-319; e na caatinga, com assentados.