O ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, disse hoje que o governo pretende atender até o final do ano 6,5 milhões de famílias com o programa Bolsa Família. ?Aprendemos com a história que o desenvolvimento econômico por si só não garante uma sociedade melhor, mais justa. Por isso o crescimento econômico deve ser acompanhado de políticas sociais?.

O ministro participou do segundo workshop internacional sobre programas de Transferência Condicional de Renda (TCR). O evento é organizado pelo Banco Mundial e conta com a presença de 100 especialistas de 25 países da África, Américas, Ásia e Europa. Os TCR são concedem benefícios em dinheiro como contrapartida de certas atividades, como no caso do Bolsa Família que exige a freqüência dos filhos na escola e a visita periódica às unidades de saúde.