O Núcleo Regional da Secretaria da Agricultura, de Francisco Beltrão, promove nesta sexta-feira (13) reunião com representantes dos municípios reconhecidos pelo Estado e pela União/Defesa Civil como em situação de emergência por causa da seca que afeta o Paraná.

Até o momento 114 municípios solicitaram o estado de emergência. Destes, 89 foram homologados pelo Governo do Paraná, mas apenas 23 pelo Governo Federal (são 20 da região de Francisco Beltrão e três da região de Pato Branco).

O bolsa-estiagem é um auxílio financeiro emergencial no valor de R$ 300,00, liberado pelo Governo Federal para pequenos agricultores em situação de risco alimentar, devido à perda da produção agrícola provocada pela prolongada falta de chuvas.

Os critérios para a concessão do benefício são estabelecidos por um grupo interministerial formado pelos ministérios do Desenvolvimento Agrário, da Integração Nacional e da Agricultura. No Paraná, a região sudoeste foi a mais afetada.

Nos municípios que compõem o Núcleo da Secretaria de Francisco Beltrão, os prejuízos financeiros chegam a R$ 400 milhões. A safra de soja teve quebra de 60%, e a de milho, 40%. A pecuária também foi muito prejudicada por falta de pastagem e de água, o que fez com que a produção de leite caísse cerca de 40%.

Neste encontro promovido pela Secretaria vão estar presentes prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais de agricultura, técnicos da Emater, representantes de trabalhadores rurais e dos conselhos municipais de agricultura.

A pedido do governador em exercício, Orlando Pessuti, técnicos da Secretaria da Agricultura e da Emater estão na região levantando todas as informações para apresentar aos técnicos do Ministério do Desenvolvimento Agrário que vão participar do encontro. Essa é uma ação em parceria dos Governos estadual e federal, sendo que para cada R$ 300,00 que o Governo federal pagar ao pequeno agricultor, o Governo estadual complementará com mais R$ 200,00. A reunião está marcada para as 09h, no Espaço Arte de Francisco Beltrão.