O ministro da Previdência Social, Ricardo Berzoini, está reunido, neste momento, em Brasília, com servidores federais para discutir a reforma da Previdência. O diretor da Coordenação Nacional das Entidades de Servidores Federais (Cnesf), Manoel Crispim, informou que a reunião foi convocada às pressas pelo ministro e pela Casa Civil. Segundo Crispim, a classe mantém-se irredutível em relação a alguns pontos da proposta do Executivo, como a taxação dos inativos. Ele garantiu que a greve de servidores acontecerá a partir de amanhã (8). “A paralisação vai acontecer. Se for necessário, será por tempo indeterminado”, acrescentou. Crispim disse ainda que a adesão à greve dos servidores deverá ser de 80%.