Os funcionários da Volkswagen decidiram em assembléia nesta tarde de quinta-feira (31)manter a greve geral na fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Os grevistas decidiram continuar com a estratégia de entrar na fábrica, mas não ligar as máquinas, a mesma adotada desde o início da greve, na terça-feira.

Somente na segunda-feira haverá assembléia para decidir se a estratégia de paralisação será alterada ou não. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, as fábricas da Volkswagen em Taubaté (SP) e São José dos Pinhais (PR) começam a paralisar as atividades hoje por falta de componentes que são fabricados na unidade do ABC e enviados para essas unidades.