Com faixas e cartazes, um grupo de 14 representantes da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Previdência e Assistência Social (Fenasps) faz manifestação neste momento na porta da Granja do Torto, onde ocorre a reunião ministerial.

Eles reivindicam aumento salarial de 18% e plano de cargos e salários para toda a categoria. Segundo um dos diretores da Fenasps, Carlos Roberto dos Santos, dos 300 mil filiados à entidade, 85% estão em greve há 71 dias. Ele revelou que a média salarial da categoria é de R$ 1 mil.