A direção do HC obteve na Justiça uma decisão que determina o retorno imediato dos funcionários em greve. A decisão, assinada pelo juiz-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Lauremi Camaroski, se baseia no argumento da direção de que os serviços essenciais não estariam sendo mantidos, o que colocaria em risco a vida dos pacientes. O juiz determinou ainda multa diária de R$ 500 mil ao sindicato da categoria pelo descumprimento da medida. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)