Foto por: Thomas Coex

O ex-técnico da Holanda Guus Hiddink atribui o sucesso da Holanda nesta Copa do Mundo a uma “alemanização” da Laranja Mecânica, que briga com a Espanha neste domingo pelo título mundial.

“Os holandeses ficaram um pouco alemães”, declarou o atual técnico da Turquia à edição deste sábado do jornal “Algemeen Dagblad”.

“Claro, (a seleção holandesa) nem sempre é brilhante. Eu gostaria de mais jogo, mais pressão, mas o que (o técnico Bert) van Marwijk e seus jogadores estão conseguindo é extraordinário”, ressalta.

Hiddink, que esteve à frente da Laranja em 1998, alega que criticar o atual jogo da seleção seria “muito fácil”.

“Quem sou eu para criticar, tendo em vista que nunca treinei uma equipe finalista?”, esquiva-se, antes de afirmar que Van Marwijk “deu muita segurança” à seleção.

“Podemos ver diante do Brasil como é difícil jogar contra a Holanda”, conclui Hiddink, que se negou a dar um palpite para a final.