O ex-deputado Hildebrando Pascoal foi condenado a 25 anos e meio de prisão, pela
morte do policial civil, Walter Ayala,no Acre, em 1997. O julgamento, que
começou há uma semana, terminou hoje, por volta das 5h30, em Brasília. Segundo
infor mações divulgadas no programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, dos quatro
envolvidos no assassinato, apenas um foi absolvido: Alexandre Alves da Silva.
Raimundo Alves de Oliveira, que teria atirado contra a vítima, foi condenado a
24 anos e seis meses. Reginaldo Rocha de Souza, co-autor do crime, foi condenado
a 22 anos e seis meses. O julgamento dos envolvidos foi realizado em Brasília
por questão de segurança. Ainda hoje, o ex-deputado volta para a prisão, no
Acre, onde cumpre pena por outros crimes (tráfico de drogas, crime contra o
sistema financeiro , compra de votos e porte ilegal de arma).