Após o duríssimo percurso de ontem (12) entre Zouérat e Atar, na qual muitos competidores desistiram e outros tantos tiveram sérios problemas – entre eles, alguns da equipe Petrobras Lubrax – hoje o rali pára. É o chamado "dia de descanso" mas na verdade são poucos os que conseguem descansar alguma coisa. Os mecânicos estão trabalhando à toda para deixar os carros em dia. Os pilotos estão orientando esse conserto e estudando o caminho das próximas etapas, ao lado dos navegadores. Pelo menos é um dia mais tranquilo e, com a prova na metade, os competidores conseguem pelo menos repor parte das energias gastas.

É um dia atípico também no acampamento, que vira atração turística. Ontem chegaram dois grandes aviões de passageiros, e hoje mais um grande Boeing desembarcou mais de 100 turistas vindos de Portugal. Muitas agências de turismo e patrocinadores trazem turistas para ver o "circo" do Dakar. Amanhã tudo volta ao normal, com o início da segunda metade da prova. A próxima etapa parte de Atar e vai até Tichit, na Mauritânia.

Soma dos abandonos

O Rally Dakar 2007 começou no último dia 6, em Lisboa (Portugal). Ali, largaram no total 510 veículos. Após sete dias de prova, 136 já sucumbiram às provações da mais difícil corrida do mundo. Veja a conta:

motos – 245 largaram, 70 abandonaram
carros – 180 largaram, 48 abandonaram
caminhões – 85 largaram, 18 abandonaram