O Hospital Universitário Regional de Maringá conta com novos equipamentos para atender gestantes de alto risco e seus bebês. Os aparelhos, um monitor fetal cardiotocógrafo, duas incubadoras microprocessadas e uma pistola para aplicação de micropartículas sólidas, totalizam um investimento R$ 63.523,00. Eles foram entregues nesta quarta-feira (10) pela 15ª Regional de Saúde e fazem parte da segunda remessa do governo estadual dentro do Programa Gestação de Alto Risco.

Segundo o diretor-administrativo da 15ª Regional de Saúde, Jales Cardoso, ainda serão entregues, possivelmente na próxima semana, mais dois respiradores pulmonares para recém-nascidos. O diretor clínico do Hospital, Luiz Nery, disse que os aparelhos permitem uma avaliação mais apurada da situação de saúde das pacientes e um melhor diagnóstico tanto das mães que apresentam alto risco como de seus bebês. Ele aponta, ainda, que o Hospital precisa de mais dois cardiotocógrafos e um aparelho de ultra-som com Doppler.

O Hospital Universitário já trabalha com ambulatório de gestação de alto risco há mais de quatro anos e está tentando, há mais de um ano, obter o credenciamento nessa área junto ao Ministério da Saúde. Embora atenda as situações de alto risco, o Hospital recebe repasse do SUS como atendimento de casos normais. Com o recebimento dessa diferença, a dificuldade financeira seria amenizada.O Hospital Universitário realiza de 90 a 100 partos, mensalmente, dos quais a metade é de alto risco .