Um dos campeões de venda no segmento de SUV’s compactos, o Honda HR-V ganhou novidades no modelo 2019. Testamos a versão EXL, que passou para R$ 108.500. Por fora, logo se nota a nova grade dianteira, que ficou mais destacada com a faixa cromada mais larga, com o logo da marca maior e que avança sobre os faróis. Os parachoques também foram modificados, fazendo o carro “crescer” 3,4 cm. O conjunto ótico dianteiro ganhou projetor e luzes diurnas (DRLs) de LED, que estão presentes em todas as versões, enquanto os faróis full-LED devem continuar exclusivos da versão Touring, que chega depois. Já as lanternas traseiras são novas, com guias de LED e acabamento fumê. O HR-V também ganhou novas rodas de 17 polegadas.

+Leia mais! Volkswagen faz recall e destruirá carros vendidos por engano. Veja a lista!

auto2 web

No interior, a Honda mudou algumas coisas, principalmente na questão de acabamento. O revestimento das portas ficou mais macio e confortável ao toque. No console, saiu de cena aquele plástico e entrou em ação um acabamento em black piano, muito mais bonito. Na versão EXL, que a Tribuna testou, a entrada HDMI foi substituída por uma USB e agora são duas, mas apenas na parte da frente. Poderia ter colocado uma também na parte de trás, para os passageiros. Os instrumentos ganharam três aros iluminados, que indicam a economia de combustível conforme o pé pesa no acelerador.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

auto3 web

Os bancos também são novos, mais confortáveis, em couro com costuras duplas, as abas nas laterais ficaram maiores, trazendo a sensação de segurança. Além da melhoria no isolamento acústico. Todas as versões contam com auxílio de partida em rampas e ESP, freio de mão elétrico, abertura e fechamento global de vidros com um toque. Mas nem a versão que testamos, a EXL, possui chave presencial, sensor de chuva, sensor de estacionamento, que são encontrados na maioria dos rivais do HR-V. A central multimídia é nova, igualzinha à do novo Fit, tem Android Auto e Apple CarPlay, porém só na versão EXL (as demais tem sistema de som simples). Ficou melhor que a anterior, mas ainda deixa um pouco a desejar, especialmente quanto à praticidade.

auto4 web

Ao volante

O HR-V é muito confortável para dirigir, o volante revestido é suave e tem uma excelente pegada. O painel é de fácil visualização, com instrumentos simples. Único problema é para ajustar o computador de bordo, que ao invés de ter o controle no volante, ainda é no próprio painel, em um local atrás do volante. O HR-V continua com o mesmo motor 1.8 flex de 140 cv, que combinado com o câmbio CVT de 7 marchas, o torna muito econômico. Tem aletas para troca de marchas no modo esportivo. E a melhoria que recebeu na suspensão, deixou o HR-V mais macio ao rodar pelas ruas e estradas.

auto8 web

É um carro bem equilibrado e que recebeu melhorias em pontos que deixavam a desejar. Agora é aguardar pela versão Touring, que deve chegar com motor 1.5 turbo, o mesmo do Civic, que, com certeza, vai conquistar ainda mais admiradores da marca.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Tiggo 7 chega com pompa, tecnologia e preço competitivo