O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) inicia nesta segunda-feira o Censo Agropecuário, com 60 mil recenseadores. A última pesquisa no campo foi feita em 1996. Desta vez, uma novidade: um computador de mão para cada recenseador, com o objetivo de agilizar o trabalho.

Segundo o presidente do IBGE, Eduardo Nunes, até o dia 31 de julho será possível saber a população na área rural e até o fim do ano serão conhecidos todos os dados sobre a agricultura brasileira. "O setor agropecuário brasileiro mudou muito, se diversificou e alcançou um estágio bastante desenvolvido no mercado internacional. Precisamos conhecer o novo retrato do Brasil", afirmou hoje o presidente do IBGE, em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo.

Os entrevistados deverão responder cerca de 300 perguntas, incluindo dívidas agrícolas e inovação tecnológica. A pesquisa vai mapear também os assentamentos. Os recenseadores contarão com o apoio das Forçar Armadas para o transporte e poderão ser identificados pelo colete que trará, além da marca IBGE, a identidade do profissional com fotografia, e o número do telefone 0800 para o caso de dúvida.