A coordenadora institucional do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Marilena Lazzarini, afirmou nesta quarta-feira (06) que o instituto e o Procon vão ingressar com uma Ação de Responsabilidade Civil contra a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e outras autoridades responsáveis pelos atrasos dos vôos nos últimos dois dias. De acordo com Marilena, a ação será protocolada em São Paulo e caso as entidades sejam vitoriosos, a Anac receberia como penalidade o pagamento de uma multa que seria destinada ao Fundo de Direitos Difusos.

Marilena e outros representantes de associações de defesa dos direitos do consumidor interromperam o encontro anual que estava sendo realizado hoje em Brasília para ir ao Aeroporto Juscelino Kubitschek e dar esclarecimentos à população sobre os seus direitos. Eles distribuíram formulários, códigos de defesa ao consumidor e instruiu os passageiros a guardarem todos os tipos de prova para depois entrar com uma ação de ressarcimento. O movimento no aeroporto, em Brasília, começou a se tranqüilizar. Entre 9h20 e 12h30 poucos vôos foram cancelados. Dez aeronaves decolaram e 15 pousaram.