A expectativa do consumidor com relação aos próximos meses piorou. Pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) mostrou uma queda de 4,8% no Inec (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor), um indicador numérico composto por opiniões que vão do medo de perder o emprego às expectativas de consumo.

A queda é resultado, na avaliação dos técnicos responsáveis pela pesquisa, do ?surto inflacionário do primeiro trimestre, da interrupção da trajetória decrescente de juros (retomada timidamente pouco antes da pesquisa) e do presente momento político?.

Apesar da queda, no entanto, o índice continua elevado, segundo avaliação dos técnicos, uma vez que a confiança ainda está maior que o resultado obtido há um ano, quando houve forte queda no índice pois a população reavaliava o excesso de otimismo gerado pelas eleições. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)