Foto por: Gabriel Bouys

O meio-campo espanhol Andrés Iniesta abriu neste domingo as portas do céu ao seu país, ao marcar o gol da vitória ante a Holanda que deu à Espanha a primeira Copa de sua história, na África do Sul.

Iniesta apareceu no segundo tempo da prorrogação, aos 10 minutos, recebendo um passe de Fábregas à direita da área e chutando cruzado para o gol holandês, sem chances de defesa para o goleiro Maarten Stekelenburg.

Os milhares de torcedores espanhóis que lotavam o estádio Soccer City de Johannesburgo aclamaram o jogador espanhol, que também foi nomeado o jogador da partida.

Até esse momento, Iniesta havia se mostrado um dos homens mais criativos da Espanha no centro do campo, na falta de Xavi Hernández, que sofria uma forte marcação da Holanda.

O jogador voltou a se mover de um lado para o outro do campo buscando os espaços e criando muitos problemas aos zagueiros holandeses, que abusaram das faltas para tentar pará-lo.

Iniesta já havia tido uma boa chance anteriormente, ao entrar na área mas ser desarmado pela zaga holandesa.

O jogador, que não tem o costume de chutar, conseguiu neste domingo marcar um gol que será escrito com letras de ouro na história do futebol espanhol.

Foto por: Gabriel Bouys

O meio-campo espanhol Andrés Iniesta abriu neste domingo as portas do céu ao seu país, ao marcar o gol da vitória ante a Holanda que deu à Espanha a primeira Copa de sua história, na África do Sul.

Iniesta apareceu no segundo tempo da prorrogação, aos 10 minutos, recebendo um passe de Fábregas à direita da área e chutando cruzado para o gol holandês, sem chances de defesa para o goleiro Maarten Stekelenburg.

Os milhares de torcedores espanhóis que lotavam o estádio Soccer City de Johannesburgo aclamaram o jogador espanhol, que também foi nomeado o jogador da partida.

Até esse momento, Iniesta havia se mostrado um dos homens mais criativos da Espanha no centro do campo, na falta de Xavi Hernández, que sofria uma forte marcação da Holanda.

O jogador voltou a se mover de um lado para o outro do campo buscando os espaços e criando muitos problemas aos zagueiros holandeses, que abusaram das faltas para tentar pará-lo.

Iniesta já havia tido uma boa chance anteriormente, ao entrar na área mas ser desarmado pela zaga holandesa.

O jogador, que não tem o costume de chutar, conseguiu neste domingo marcar um gol que será escrito com letras de ouro na história do futebol espanhol.