Em um jogo eletrizante, o Internacional derrotou o Fluminense, por 3 a 2, no Maracanã, com um gol aos 43 minutos do segundo tempo, assinalado pelo meia Iarley. Ele, aliás, foi o destaque da partida. Por duas vezes, ele balançou a rede adversária. Saiu como herói. Com o resultado, o time colorado assumiu, provisoriamente, a vice-liderança do Campeonato Brasileiro – tem o mesmo número de pontos do Cruzeiro, 21, mas perde a primeira colocação no saldo de gols.

Já o Fluminense permanece com 19 pontos, agora na quarta posição porém pode ser ultrapassado por Santos e Goiás, que disputam amanhã a última rodada antes do recesso do Brasileiro, em razão da Copa do Mundo. "Fui feliz hoje e ajudei minha equipe a somar três pontos. Espero me manter como titular", disse Iarley, bastante cumprimentado pelos companheiros.

O início de partida não poderia ter sido melhor para o Internacional. Aos 35 segundos, o meia Iarley fez um gol relâmpago, o mais rápido até agora do Brasileiro. Bem posicionado na área adversária, ele aproveitou um chute cruzado do atacante Rafael Sóbis: 1 a 0. No lance, o volante Romeu, do Fluminense, falhou infantilmente. Ele perdeu a bola para o meia-atacante Fernandão, que iniciou um eficiente contra-ataque

Apesar da desvantagem no placar e dos desfalques do meia Petkovic, do volante Arouca e do zagueiro Thiago, o Fluminense não se entregou. De tanto insistir, empatou o jogo. O lateral-esquerdo Jean aplicou um belo drible num defensor, invadiu a área do Internacional e chutou. A bola ainda resvalou na zaga colorada antes de entrar: 1 a 1, aos 24 minutos.

O técnico do Internacional, Abel Braga, ficou irritado com a desatenção da equipe e, à beira do campo, distribuiu bronca em pelo menos três jogadores. Fernandão pediu substituição aos 30 minutos, alegando contusão, e criticou a defesa. "Não podemos levar gol de bobeira.

Até o intervalo, os dois times tiveram uma oportunidade de marcar, mas finalizaram mal. No vestiário, Abel Braga voltou a chamar atenção dos jogadores. "Falei para eles: sem vibração, esse time não vai a lugar nenhum." A cobrança surtiu efeito

Aos dois minutos da etapa final, o Internacional voltou a ficar em vantagem no placar. O meia Jorge Wagner bateu falta, a bola desviou na cabeça do volante Radamés, do Tricolor, e enganou o goleiro Fernando Henrique: 2 a 1. Logo em seguida, a torcida tricolor pediu a entrada de Lenny, barrado por Oswaldo de Oliveira.

O treinador do Fluminense não teve dúvida: pôs o jovem atacante no lugar do volante Romeu, numa formação mais ofensiva. O volante Edinho prejudicou a equipe visitante ao ser expulso, aos 28, após cometer falta violenta em Lenny. Em seguida, o zagueiro Thiago Silva, do Tricolor, também recebeu cartão vermelho

Com mais espaço para jogar, o time da casa impôs seu ritmo e empatou a partida novamente. O atacante Tuta foi quem balançou a rede, aos 35 minutos. A euforia da torcida tricolor cessou aos 43 minutos. Iarley fez o gol da vitória do Internacional